Notícias

Ocorrerá em Lima, Peru, a XI Conferência da Society for the Anthropology of Lowland South America, entre os dias 20 e 23 de julho. O professor do PPGAS e coordenador do Neai, Gilton Mendes dos Santos, apresentará o seguinte trabalho: Parentelas, plantas e paisagens na Amazônia indígena inscrito na 2a Sessão, intitulada "Socialidades vegetais e outras mais". Conheçam abaixo o resumo do trabalho:

Parentelas, plantas e paisagens na Amazônia indígena

Gilton Mendes – UFAM (Brasil)

Muitos dos etnônimos amazônicos atuais indicam formações heterogêneas de pequenas e diferentes unidades, que a Antropologia classifica como parentelas ou subgrupos. Disseminados territorialmente, essas parentelas asseguravam suas condições de vida baseado no manejo e exploração dos mais variados ambientes da floresta, de várzea, igapó e de terra firme. Assim, além de escaparem da atenção exigida pelas plantas cultivadas, garantiam maior mobilidade no espaço e no tempo, alcançando melhores resultado na exploração combinada dos recursos vegetais pela prática da coleta. Esse “panorama antropológico” encontra ressonância com aquilo que a ecologia histórica e a arqueologia amazônica, em oposição às hipóteses da ecologia cultural, vêm mostrando sobre os modos de manejo e uso da floresta tropical, que, contrário à ideia de pobreza de recursos e limitação do desenvolvimento cultural, a Amazônia foi rica o suficiente para manter suas populações longe da escravidão agrícola durante quase todo o Holoceno, e tendo ostentado, no início da Era cristã, grandes e sedentários contingentes populacionais (Balée, 1993; Clement, 1999; Neves, 2006 e 2012; Moraes, 2015 dentre outros). Portanto, a oposição reducionista, e muitas vezes evolucionista, entre povos coletores-caçadores versus povos agricultores, não faz o menor sentido. Esse trabalho pretende discutir algumas dessas formas de manejo das plantas e paisagens pelos grupos indígenas em tempos passados e, complementarmente, mostrar que a origem da agricultura, baseada na mitologia amazônica, está diretamente associada ao corpo humano, à sua mutilação e destruição.

Conheça mais sobre a XI Conferência da Salsa em: http://www.salsa-tipiti.org/2017-xi-sesquiannual-conference-lima-peru/

E conheça mais sobre a Salsa em: http://www.salsa-tipiti.org/about-salsa/