Notícias

No dia 04 de outubroquarta-feira, às 14h, na sala 12, aconteceu mais uma edição dos Seminários de Pesquisa do NEAI. Desta vez, nosso palestrante foi o Professor Erik Pozo, docente no Departamento de Ciências Sociais da Pontifica Universidad Católica del Perú (PUCP) e investigador do Grupo de Antropología Amazónica da PUCP (GAA-PUCP) e membro do Laboratoire d'Anthropologie Sociale (LAS) do Collège de France. 
 
O tema abordado foi:
 

“Awajún moderno não casa com sua prima”

Transformações do sistema de parentesco awajún (aguaruna) e a influência das igrejas evangélicas 

Claude Lévi-Strauss escreveu no livro que deveria ter sido “Antropologia Estrutural III”, mas que finalmente intitulou-se Le regard éloigné, que nós, antropólogos, descrevemos muito bem diversos sistemas de parentesco, mas que não tivemos a oportunidade de fazer o mesmo com as razões e os sentimentos que levam as pessoas de um determinado período a transformar seu sistema de parentesco. Sabendo-se que um sistema de parentesco é a estrutura subjacente a um tipo particular de relações, sempre submetidas aos vai-e-vem da historia e dos critérios locais que definem o que é um parente consanguíneo e outro afim; torna-se muito estimulante levar adiante a afirmação de Lévi-Strauss de considerar uma estrutura parental subjacente previamente estabilizada, neste caso de um grupo jívaro, e constatar na pesquisa de campo que os membros integrantes de dito grupo vivem no meio de inéditas ambiguidades e de novas possibilidades do que parece ser uma transformação de seu sistema de parentesco. Nesse sentido minha palestra apresentará um dos componentes que poderia estar intervindo em favor de tal transformação, isto é a conversão ao evangelismo dos jívaros awajún da Amazônia peruana.